Histórias de quem vive com Gaucher

Viver com uma doença rara pode representar um longo caminho cheio de dúvidas: desde a demora de um diagnóstico conclusivo, até à consciencialização de que se é raro. E se os comuns querem ser únicos, os raros têm receio de o ser. “Serei o único ou haverá mais pessoas como eu?”

Ter o apoio dos familiares e amigos é fundamental, tal como pode ser importante ouvir o testemunho de pessoas que são companheiras de viagem e que passam por situações idênticas. Clique nos vídeos abaixo e conheça as histórias do Francisco e da Maria.

Francisco

Maria